Minha Meta chegando aos poucos

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Para o meu filho Amado....Minha vida..minha luz....

Resolvi pedir a DEUS pra que eu possa te guardar


Ser teu ANJO protetor te velar e te cuidar

Quando eu precisei pôs tua vida em mim

DEUS permita-me ser teu ANJO aqui.



Eu pedi pra DEUS gravar o teu nome em minha mão

DEUS foi muito mais além te gravou em meu coração

Já não posso mais esquecer de ti

Tua vida DEUS transplantou em mim.



Há um ANJO aqui que intercede por ti

Trago um pedaço do céu num olhar pra te dar

Há um ANJO aqui bem pertinho de ti

Basta acreditar SOU TEU ANJO aqui.



O teu nome DEUS escreveu em mim.






terça-feira, 26 de outubro de 2010

Não Trate como Prioridade quem te Trata como Opção.

Por Aldo Novak






Não gosto de desistir das coisas que amo e não gosto que meus clientes desistam. Por isso, ajudo-os a tentar tudo o que puderem, e tudo o que souberem, para assumirem as rédeas de suas vidas profissionais, pessoais e emocionais.
A sua vida merece uma chance de ser especial e memorável. E isso inclui em que você se dedique para fazer a vida de alguém especial, feliz e completa. Com sorte, também significa ter alguém que faça isso por você. Não por dever, apenas, mas por ser um caminho apaixonante da realização.
Mas, infelizmente, no que se refere ao relacionamento entre duas pessoas, não podemos controlar todas as variáveis, as limitantes e os resultados. Até porque os resultados envolvem diferentes percepções, desejos e níveis de comprometimento.
O amor, embora seja um verbo, antes de uma emoção, é uma daquelas áreas nas quais todos nós gostaríamos de controlar os dois lados da equação, mas só podemos controlar o nosso lado. E torcer.
Um romance, seja ele namoro, noivado, casamento ou bodas de diamante, exige que os dois queiram dar um passo em direção ao futuro misterioso todos os dias - juntos. Mesmo que seja para sofrerem juntos, desafiando os problemas. Se você é do tipo que quer casar, e continuar se comportando como solteiro, então é melhor não casar. Fique como está.
Sei que o que está na moda é a fantasia de que 'ser livre' é o melhor. Ser independente.
Mas, apesar do estardalhaço que algumas revistas semanais fazem, dizendo que muitas pessoas querem ficar sós, não é a realidade que encontro com meus clientes. Para mim, eles, e elas, dizem a verdade. E a verdade é diferente daquilo que dizem para o show da mídia, ou para uma roda de amigos.
Ninguém quer ficar só. As pessoas apenas vestem uma confortável imagem de que a 'liberdade' é mais vantajosa do que o compromisso, assim como dizem veementemente que jamais entrarão em um supermercado que os tratou mal - só para irem direto lá, quando tiverem que comprar algo.
Quando o silêncio das paredes internas do coração começa a ser escutado, o 'caldo entorna', e você se pega pensando em passar os próximos anos vivendo com aquela pessoa.
Na medida do possível, apoio meus clientes em seus sonhos e desejos. Mas, nem sempre.
Há momentos nos quais você deve olhar bem para aquela pessoa que está tratando você apenas como uma opção, uma alternativa temporária, e deixar de ter a vida dela como sua prioridade. Algumas vezes, ser a pessoa ideal não é o bastante. Especialmente, quando o outro lado da moeda tem uma lista de prioridades enorme, e você aparece em um ingrato 256° lugar.
Naturalmente, há momentos nos quais um amor não pode lhe dar atenção. E ajudo meus clientes a entenderem isso. Há altos e baixos em qualquer vida, por isso não devemos assumir o pior, apenas por um problema temporário. Mas, há também situações nas quais você precisa entender que talvez haja muito mais dentro de você do que a outra pessoa nota ou dá valor.
Quase dois anos atrás, uma cliente tratou exclusivamente deste problema comigo. Ao final do nosso processo de trabalho, ficou claro que ela não era prioridade nenhuma para o noivo. Era apenas uma opção e um 'problema' na agenda. Depois de tentar tudo, e mais um pouco, ela rompeu o noivado. Ele teve todas as chances de abrir os olhos. Ela deixou de tratar como prioridade, aquele que a tratava como opção.
Na última segunda feira, ela me telefonou e convidou para seu aniversário (é comum meus ex-clientes tornarem-se amigos). Aniversário e noivado. Com outra pessoa, claro. O engraçado da história?
É que o 'ex' diz ter descoberto, tarde demais, que 'ela era a mulher da vida dele'. Flores, presentes e telefonemas não adiantaram -- minha cliente me autorizou a contar a história, sem revelar seu nome.
O que existe no coração dela, agora, são as lembranças de ter sido apenas mais um item, em uma agenda lotada. Agora o coração dela já está em outra vida. Ela tem outra prioridade. E o noivo atual a vê como prioridade também. O verbo amar, entre eles, se transformou no sentimento.
Lembre-se: Não trate como prioridade quem te trata como opção. Dê todas as chances que puder. Mas, quando não houver mais o que fazer, não faça. Pare de tentar. Você saberá quando a hora chegou. Você saberá quando já tentou tudo.
E, quando chegar este momento, olhe ao redor. Se alguém não trata você como prioridade, há quem trate. Ai pertinho de você. É só olhar com o coração.
Você merece ser prioridade de alguém. Você merece ser o rei, ou a rainha, e não o vassalo, ou vassala. O amor é um jogo de 'iguais de coração'.
Não trate como prioridade quem te trata como opção.

Uma semana cheia de novas oportunidades e a certeza de ser sempre prioridade na vida das pessoas com quem voce convive!!!

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Explicando sobre minha vida amorosa..kkkkkk..viu eu disse que tinha explicação

Dos ficantes aos namoridos




Se você é deste século, já sabe que há duas tribos que definem o que é um relacionamento moderno.



Uma é a tribo dos ficantes. O ficante é o cara que te namora por duas horas numa festa, se não tiver se inscrito no campeonato “Quem pega mais numa única noite”, quando então ele será seu ficante por bem menos tempo — dois minutos — e irá à procura de outra para bater o próprio recorde. É natural que garotos e garotas queiram conhecer pessoas, ter uma história, um romance, uma ficada, duas ficadas, três ficadas, quatro ficadas... Esquece, não acho natural coisa nenhuma. Considero um desperdício de energia.



Pegar sete caras. Pegar nove “mina”. A gente está falando de quê, de catadores de lixo? Pegar, pega-se uma caneta, um táxi, uma gripe. Não pessoas. Pegue-e-leve, pegue-e-largue, pegueeuse, pegue-e-chute, pegue-e-conte-para-os-amigos.



Pegar, cá pra nós, é um verbo meio cafajeste. Em vez de pegar, poderíamos adotar algum outro verbo menos frio. Porque, quando duas bocas se unem, nada é assim tão frio, na maioria das vezes esse “não estou nem aí” é jogo de cena. Vão todos para a balada fingindo que deixaram o coração em casa, mas deixaram nada. Deixaram a personalidade em casa, isso sim.



No entanto, quem pode contra o avanço (???) dos costumes e contra a vulgarização do vocabulário? Falando nisso, a segunda tribo a que me referia é a dos namoridos, a palavra mais medonha que já inventaram. Trata-se de um homem híbrido, transgênico.



Em tese, ele vale mais do que um namorado e menos que um marido. Assim que a relação começa, juntam-se os trapos e parte-se para um casamento informal, sem papel passado, sem compromisso de estabilidade, sem planos de uma velhice compartilhada — namoridos não foram escolhidos para serem parceiros de artrite, reumatismo e pressão alta, era só o que faltava.



Pois então. A idéia é boa e prática. Só que o índice de príncipes e princesas virando sapo é alta, não se evita o tédio conjugal (comum a qualquer tipo de acasalamento sob o mesmo teto) e pula-se uma etapa quentíssima, a melhor que há.



Trata-se do namoro, alguns já ouviram falar. É quando cada um mora na sua casa e tem rotinas distintas e poucos horários para se encontrar, e esse pouco ganha a importância de uma celebração.



Namoro é quando não se tem certeza absoluta de nada, a cada dia um segredo é revelado, brotam informações novas de onde menos se espera. De manhã, um silêncio inquietante. À tarde, um mal-entendido. À noite, um torpedo reconciliador e uma declaração de amor.



Namoro é teste, é amostra, é ensaio, e por isso a dedicação é intensa, a sedução é ininterrupta, os minutos são contados, os meses são comemorados, a vontade de surpreender não cessa — e é a única relação que dá o devido espaço para a saudade, que é fermento e afrodisíaco. Depois de passar os dias se vendo só de vez em quando, viajar para um fim de semana juntos vira o céu na Terra: nunca uma sexta-feira nasce tão aguardada, nunca uma segunda-feira é enfrentada com tanta leveza.



Namoro é como o disco “Sgt. Peppers”, dos Beatles: parece antigo e, no entanto, não há nada mais novo e revolucionário. O poeta Carlos Drummond de Andrade também é de outro tempo e é para sempre. É ele quem encerra esta crônica, dando-nos uma ordem para a vida: “Cumpra sua obrigação de namorar, sob pena de viver apenas na aparência. De ser o seu cadáver itinerante".



Martha Medeiros

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

filosofando

O desanimo resolver fazer um pouso sem ser convidado na minha alma...Definitivamente ser dona de casa,mulher,mãe de família,professsora, profissional,namorada, amante ,independente e feliz não tem sido nada fácil ou eu sou incompetente ouuuuuu o mundo cobra demais de nós mulheres ...quem disse que ao queimarem sutiã queriamos dominar o mundo? .....Não quero, Não pedi pra ter tanta responsabilidade e ao mesmo tempo não posso deixar a peteca cair ...que saco que mundo louco onde as pessoas são magras, loiras, tem cabelos longos e unhas bem feitas o tempo todo e o salário mínimo não dá nem pra fazer a feira do mês..........onde politicos ficam jogando coisas uns nos outros, pagando + de 10 mil reais para burlarem o sitema que teoricamente não devem ser ser burlado

...depois eu termino o post ....to de saco cheio....

terça-feira, 19 de outubro de 2010

COMO TODOS SOMOS UM POUCO DE FÊNIX..PRECISO RENASCER...

COMO TODOS SOMOS UM POUCO DE FÊNIX






Novo rosto...



Um reavivar da chama. Um recarregar de bateria. Esta vida é feita de etapas e de altos e baixos, directamente ligados a pontos e fluxos de energia.



Quando estamos "gastos", não queremos, não gostamos, não percebemos... e isso, é porque não comunicamos com nós próprios, é porque não nos ouvimos, não nos queremos ouvir.







E mesmo quando nos perguntamos, amuamos e não respondemos... ou porque temos medo das nossas próprias respostas... ou porque dá muito trabalho... ou porque não gostamos de ouvir o que já sabemos que devíamos ter feito ou fizemos de errado.



Assim, há que parar para reflexão.



Assim é a Fénix...

Morre naturalmente sem dor para renascer ds cinzas.

Acabei de o fazer. Sem dor. Sem colocar em causa nenhum dos pilares da minha vida. Sem que ninguém se apercebesse. Fi-lo de mim para comigo. Numa conversa animada e discussão acalorada. Foram dias de diálogo. Todos os dias fui avançando um pouco neste processo de perceber esta fase e de me perceber nesta fase.



Ainda estou calmamente a abrir as asas...

Mas esta Fénix vai voar novamente em breve
 
 

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Cardápio do dia

Muito bem comecei uma nova etapa a de anotar o que eu como e veja só  porque o ponteiro não desce


10h Café da manhã


1 tapioca com queijo e presunto

1 copo de achocolatado na padaria



12:20 Almoço

arroz

feijão preto de feijoada

jiló

jurubeba

creme de milho

salada

carne assada

banana frita comi no restaurante hoje



15:00 Lanche

bolo e coca na escola dia dos professores



1 trufa de chocolate

mais chocolate

mais docinho

mais balinha

mais chocolate..tenho uma desculpa ganhei do dia dos professores se comi de um tenho que provar de todos ...rsrsrs..que horror



dormir estava com dor de cabeça





23:00 Janta

2 pedaços de pizza portuguesa + coca...a culpa e do meu namorido e do meu filho estava dormindo quando eles pediram ...kkkkkk...sem noção


quinta-feira, 14 de outubro de 2010

cansada + mas muito feliz

Tem feito um calor infernal em Brasília, chego do trabalho morta de cansada,afinal ficar a tarde toda com 23 crianças não é facil...o bom disso é o carinho, o sorrisso e a delicia de vê-los aprendendo, hoje três dos meus pequenos começaram   a ler  ao todo  já são 8 num turminha de 5 anos e uma glória muito grnade mesmo....

terça-feira, 12 de outubro de 2010

´Hoje é aniversário de alguém muito especial a querida Cris,não  a conheço pessoalmente mas ela tem sido uma grande inspiração pra mim , foi inspirada no blog dela que criei este...Cris desejo que este e todos os dias da sua vida sejam de muita felicidade e que a borboleta que existe em você sempre enfeite  o mundo ...Muito obrigada!
Bolo virtual não engorda..rsrsrsrsr

Dia das crianças

Hoje é um dia muito especial para mim ,adoro crianças , elas tem uma maneira muito particular de ver o mundo e as pessoas.Além disso tenho prazer de ser mãe de uma criança muito especial e engraçada meu filho e daquelas crianças de  revistas, fala gracinhas,dá birra,declara seu amor e seu"odio" pelas coisas...Ao grande amor da minha vida Feliz dia das crianças que você continue sempre com o coração aberto para conhecer as possibilidades da vida e lembre-se que a mamãe Ama você de montão

sábado, 9 de outubro de 2010

Voltei a endocrinologista essa semana ,não ganhei peso ,mas não emagreci,pelo menos perdi medidas,o caminho e longo mas não quero desistir....